DANA WHITE


Escrito por Nick Halili | Fotos: Matt Campbells | Via: DUB Magazine em 06/06/2013.


Você deixa seus concorrentes apenas andar em cima de você e fazer o que eles querem? Ou você acorda, levanta da cama, e tenta chutar suas bundas? Quando você bati, você está pronto para ir à guerra. Esta é a mentalidade do presidente do UFC Dana White quando ele vai para o escritório todas as manhãs. Como alguns dos maiores lutadores de artes marciais mistas do mundo em seu roster, White é um concorrente absolutamente feroz. Seus oponentes não são somente de Jiu-Jitsu, lutadores olímpicos ou lutadores de Muay Thai campeões que querem derrubá-lo ou sufocá-lo inconsciente. Eles são de boxe profissional, a NFL, Major League Baseball, e, especialmente, qualquer empresa que se atreve a desafiá-lo em sua própria casa de artes marciais mistas (MMA).

De volta em janeiro de 2001, White e seus parceiros de negócios, casino magnatas Frank e Lorenzo Fertitta, pegou uma organização à beira do colapso e hoje tem se tornado um dos esportes que mais crescem no mundo. Com o "The Ultimate Fighter" reality show na televisão nacional, dezenas de eventos anuais, vivem em arenas embalados em todo o mundo com cobertura da ESPN, o UFC tornou-se uma parte do cenário esportivo do século 21. A única coisa que ele tem enfatizado é que ele joga não só para o sucesso, ele joga para ganhar. Quando a revista DUB passou o dia com Dana na sede UFC e no Red Rock Casino, propriedade de Fertitta em Las Vegas, ele ainda falou sobre sua intensa paixão por MMA, o seu amor pelos carros e seus planos para levar o UFC a um nível ainda mais elevado.

O que faz das artes marciais mistas um esporte tão atraente para você e os fãs?

Acredito que a luta foi o primeiro esporte na Terra. Acredito que dois homens apareceram na Terra, alguém disse alguma coisa, alguém deu um soco e quem estava ao redor correu para ir vê-lo. Não tenho nenhuma prova, mas eu garanto que aconteceu.

Como você começou a expor a mistura de artes marciais e do UFC?

Eu estava envolvido no boxe a minha vida toda. Uma noite, Frank (Fertitta) e eu estávamos no Hard Rock. Vimos um cara chamado John Lewis, que costumava lutar no UFC, ele é um cara do Jiu-Jitsu. Montamos uma aula particular [com Lewis] e começamos a treinar Jiu-Jitsu. Não me lembro se era a pílula azul ou vermelha em Matrix. Quando eu fiz minha primeira aula de Jiu-Jitsu, eu fiquei encantado. Eu estava tipo, "Como estou vivo por 30 anos e não sabia nada disso?" Este foi 1998. (Nota do escritor: Foi a pílula vermelha).

Você pode descrever como essa experiência evoluiu para você e os Fertittas comprar o UFC?

Comecei a conhecer alguns dos lutadores. Então, eu comecei a administrar Chuck Liddell e Tito Ortiz. Através disso, eu entrei nessa grande batalha com o antigo dono do UFC sobre o contrato de Tito. E foi aí que eu descobri que o UFC estava com problemas. Na época, Frank, Lorenzo e eu estávamos conversando sobre entrar no boxe [promoção] business. Liguei para eles e disse: "Eu acho que nós podemos comprar esses caras." Um mês depois, nós compramos a empresa.

O que era o que você queria fazer com a mistura de artes marciais desde o início que era diferente do boxe profissional?

Quando eu era criança, meu pai e todos os meus tios costumava assistir boxe. Todas as grandes lutas seria em ABC "Wide World of Sports." Eu lembro de estar sentado lá assistindo as lutas, e eu comecei a amá-lo. Depois que tudo foi para um modelo de Pay-Per-View [nos anos 1990], os promotores de boxe não colocaram mais na tv livre. As crianças tinham 10 anos de idade, em 1991, para os 10 anos, não vê boxe na televisão regularmente. Você acabou derrubando toda uma geração por estar envolvido em seu esporte. Meu objetivo principal era, não importa o quanto iria custar, não importa o que aconteceria, mais nós precisamos conseguir as lutas livre na TV. E agora, [a partir] com a primeira temporada do "The Ultimate Fighter", temos uma geração que cresceu com o UFC. Estamos em 175 países diferentes na televisão, onde as crianças estão crescendo agora assistindo brigas com seus pais. Isso é como você construir um negócio.

O sucesso do UFC lhe deu a oportunidade de ter um pouco de diversão por meio de sua coleção crescente de carros. Você pode falar sobre alguns de seus modelos favoritos?

Eu adoro Musclecars antigos. Eu tenho um Barracuda que eles construíram para mim em "MuscleCar" na Spike TV. Tenho duas Ferraris. Há sempre o grande debate entre Lamborghini e Ferrari. Não tem debate para mim. Todos o carros que eu comprar, pode ter certeza que eles estão com câmbio manual. Mas o carro que eu dirijo todos os dias é o meu Range Rover, ele é rápido. Você se sente como se você estivesse dirigindo um carro esportivo, mas as pessoas podem realmente ir com você.

Qual desses carros é o mais divertido de dirigir?

A Ferrari é o meu favorito. Eu gosto de dirigir rápido. Quando tenho tempo, e eu raramente faço, vou com ela fora de Las Vegas pra poder andar tão rápido quanto eu posso.

Para efeitos de comparação, qual foi o seu primeiro carro, e qual foi seu pior carro?

Meu primeiro carro foi o meu pior carro. Foi um enferrujado Datsun B210. Foi no final dos anos 70 ou início dos anos 80. Era amarelo, e o silenciador tinha caído fora. Você podia me ouvir chegar a uma milha de distância. Eu não cresci rico, com dinheiro ou qualquer coisa assim. Eu montei um ciclomotor e era é isso que eu tinha.

Qual é a próxima etapa do UFC para o próximo nível? Para onde você quer levar o esporte?

Global é para onde estamos indo. Nós só contratamos um cara para executar na China para nós. Estamos trabalhando na abertura da Índia e Coréia do Sul no próximo. Não importa de que cor você é, o país que vêm ou que língua você fala, somos todos seres humanos. A luta esta em nosso DNA. Nosso objetivo é fazer com que este esporte esteja em todos os lugares e em todo o mundo: na formação das pessoas, nas pessoas que lutam e na televisão. E isso vai acontecer, pode acreditar no que lhe digo.

01
01
02
01
02
01
03
01
04
04
05
05
06
06
06
06
06
06
06
06
06
06
06
06
06
06
06
06
06
06
06
06
06
06
06
06







©2013 RS LIFE STYLE, Inc. All Rights Reserved.